GLOSSÁRIO: EPIDERME

câmara sub-estomática: Amplo espaço intercelular delimitado por células do parênquima clorofiliano e que se encontra abaixo do estômato.

campo primário de pontoação: Área mais delgada da parede primária onde, geralmente, se concentram os plasmodesmos.

células buliformes: Células geralmente grandes, de paredes delgadas, que ocorrem na epiderme das folhas de certas monocotiledôneas, especialmente gramíneas, relacionadas com modificações da superfície foliar, por alterações de sua turgescência; também chamadas de células motoras.

cutícula: Camada cerosa ou graxa encontrada na parede externa das células epidérmicas, formada por cutina e cera.

cutina (do latim: cutis, pele): Substância lipídica depositada em muitas paredes celulares da planta e na superfície externa das paredes das células epidérmicas, onde forma uma camada conhecida como cutícula.

divisões periclinais : Divisões celulares paralelas à superfície do órgão.

estômatos (do grego: stoma, boca): Abertura muito pequena circundada por duas células-guarda na epiderme das folhas e caules, através da qual passam os gases; termo também usado para designar o aparelho estomático inteiro: as células-guarda e o poro (ostíolo) formado por elas.

meristema fundamental: Meristema primário, derivado do meristema apical e origina os tecidos do sistema fundamental.

mesofilo: Tecido fundamental de uma folha, localizado entre as duas faces da epiderme; as células do mesófilo geralmente contém cloroplastos.

parede periclinal: Parede paralela à superfície do órgão.

parede primária: Camada de parede depositada durante o período de crescimento da célula.

parede secundária: Nova parede que se forma, internamente à parede primária, após ter cessado o alongamento da célula. A parede secundária tem uma estrutura microfibrilar altamente organizada.

pecíolo: Parte da folha que prende o limbo (lâmina) ao caule, diretamente ou por meio de bainha.

pêlos radiciais : Projeções tubulares das células epidérmicas da raiz; ampliam bastante a superfície de absorção da raiz.

plantas insetívoras: Plantas que se alimentam de insetos.

plasmodesma (do grego: plasma, forma + desma, ligação): Filamento citoplasmático diminuto, que se estende através de pequenas aberturas nas paredes celulares e une os protoplastos de células vivas adjacentes.

poros: Qualquer pequena abertura existente na parede celular ou entre células ou, ainda, em qualquer órgão.

protoderme: (do grego: protos, primeiro + derma, pele): Tecido meristemático primário que dá origem à epiderme.

reniforme : Em forma de rim.

transpiração: Saída de água da planta, na forma de vapor, através dos estômatos ou da cutícula.

turgor : É a pressão que se desenvolve numa célula vegetal como resultado da osmose e/ou embebição.

vacúolo (do latim: vacuus, vazio): Cavidade existente na massa citoplasmática, em geral, opticamente vazia, mas que, na verdade, está cheia de suco celular.

 

Pollyana Silveira e Silva (graduanda do curso de Ciências Biológicas - Projeto PIBEG) responsável pela criação da página.